Blog

Home > Blog > Sem categoria > Tratamento Osteopático Pediátrico: Gestante e Bebê

Tratamento Osteopático Pediátrico: Gestante e Bebê

6 de janeiro de 2022
Nenhum comentário

Por Profa Laís Cristina Almeida, Ft, Psic, Me, ESP, DO

 

A Osteopatia Pediátrica é um tratamento especializado em torcicolos, cólicas, deformidades do crânio do bebê; dores, sintomas diversos da mãe. Ele leva ao equilíbrio das tensões corporais como um todo, tendo a vantagem de ser um tratamento suave e não medicamentoso. Propiciando um relacionamento mais qualitativo entre ambos.

O pré e o pós- parto com certeza são momentos muito significativos para a mãe, seu bebê e toda família. A atuação do osteopata pediátrico durante estes períodos preciosos contribui para torná-los mais satisfatórios e qualitativos.

Uma relação mãe- bebê mais prazerosa, afetuosa e equilibrada é o alicerce para a construção da confiança básica da criança.  A confiança se desenvolve nos primeiros anos de vida sendo essencial para uma evolução psicomotora saudável refletindo positivamente por toda vida.

 

Objetivos gerais do tratamento Osteopático Pediátrico na gestação

Prevenir, tratar, conscientizar, diminuir o estresse, equilibrar as tensões miofasciais, preparar para o nascimento, tornar o relacionamento mãe- bebê durante a gestação mais confortável  e satisfatório, menos propício a gerar disfunções na criança e contribuindo para a melhora da circulação, dores, sono, amamentação e o emocional.

 

Objetivos específicos do tratamento Osteopático Pediátrico na gestação

  • Prevenir e tratar disfunções, sintomatologia diversas, tais como: lombalgias, sacralgias, coccigodinias, dificuldades respiratórias  como dispneia, síndromes de compressão (túnel do carpo, piriforme, entre outros). Os sintomas são fatores de estresse, ansiedade, perturbação do sono com possíveis consequências emocionais
  • Preparar a pelve
  • Educar a respiração
  • Ensinar técnicas de relaxamento geral e específicas para abdome e períneo
  • Permitir uma melhor mobilidade do bebê no útero com técnicas para aumentar o espaço intrauterino, proporcionando conforto para ambos e evitando assimetrias no corpo, no crânio do bebê
  • Melhorar a circulação trabalhando o diafragma e também diretamente nos edemas dos membros inferiores e nas síndromes de compressão relacionados com o edema

 

Objetivos gerais do tratamento Osteopático Pediátrico no pós- parto: Bebê em Foco 

  • Prevenir e tratar refluxo, cólicas, torcicolos, deformidades cranianas, tensões fasciais do bebê, dentre outros
  • Melhorar a relação mãe – bebê e a qualidade de vida de ambos

 

 Objetivos específicos do tratamento Osteopático Pediátrico no pós- parto

  • Tratar as patologias dos pés, essencial para o desenvolvimento da marcha e da independência motora
    • Pé em tálus e equino não neurológicos
    • Pé equino não neurológico: que consiste na mobilização dos ossos do tarso e fixação elástica até a aquisição  da marcha
  • Tratar as deformidades do crânio, fonte de muita preocupação dos pais, promovendo não só um padrão estético harmonioso mas sobretudo normalizando os ritmos cranianos e a mobilidade das fáscias
  • Prevenir problemas oculares
  • Prevenir otites e outras disfunções na área da otorrinolaringologia (ORL) normalizando os ossos temporais e o Canal de Eustáquio
  • Equilibrar as tensões assimétricas das fáscias que levam o bebê a manter uma posição de lateroflexão da coluna para um lado e rotação da cabeça para o lado oposto. Esta assimetria pode ser a causa de desequilíbrios como torcicolos e deformidades do crânio, dificultando a amamentação e a visualização do rosto materno, fator primordial da diferenciação do eu e o outro
  • Tratar cólicas geradas pelas tensões faciais
  • Tratar o refluxo, regurgitação, atuando no nervo vago através da base do crânio e região hipogástrica

 

Philippe Manuard, DO: Professor do Curso de Osteopatia e Diretor da EBOM

Você deseja ter uma gestação mais saudável, prevenindo futuras disfunções para você e seu bebê?

O seu bebê apresenta algum desses sinais ou sintomas descritos acima?

 

MARQUE UMA CONSULTA COM A EQUIPE EBOM PARA VOCÊ E SEU BEBÊ: (31) 32271662 ou (31) 999845781

 

Para saber sobre o Curso de Osteopatia Pediátrica ou outros Cursos da EBOM clique aqui ou ligue para (31) 996711661. Conheça nosso instagram: @ebomescolaclinica

 

Referências:

BERNARD, R. Osteopathie pediatrique et medicine manuelle. Montpellier: Sauramps Mèdical, 2019.

PATRICE, T. L’ostéopathie pédiatrique: protocole thérapeutique pour le nourrisson et le jeune enfant. Paris: Grancher, 2016.

SERGUEEF, N. Ostéopathie pédiatrique. Paris: Elsevier -Manson, 2007.

STONE, C. Visceral and osteopathy. Londres: Elsevier-Churchill Livingstone, 2007.

FAJARDO, F. Tratado integral de osteopatía pediátrica. Madrid: Dilema, 2013.

CARREIRO, J. An osteopathic opproach to children. Londres: Churchill Livingstone, 2009.

Tags:
#amamentação #ansiedade #assimetrias #bebês #Canal de Eustáquio #circulação #coccigodinias #cólicas #confiança básica #confiança da criança #crânio #deformidades cranianas #diafragma #dispneia #edema #espaço intrauterino #estresse #fáscia #gestação #lombalgias #mobilidade fascial #nervo vago #ossos temporais #osteopatia #Osteopatia pediátrica #otites #pé em tálus #pé equino #pelve #piriforme #pós-parto #pré- parto #qualidade de vida #refluxo #relação mãe- bebê #respiração #sacralgias #síndromes #sono #tensão fascial #torção fascial #Torcicolo #túnel do carpo #útero

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.