EFEITO DAS TÉCNICAS OSTEOPÁTICAS CRANIANAS NOS SINTOMAS DA VERTIGEM POSICIONAL PAROXÍSTICA BENIGNA

Autor: OTÁVIO AUGUSTO DO NASCIMENTO OLIVEIRA

Orientadora: Laís Cristina Almeida

Coorientador: Maurício Rocha Mendes

Ano: 2017

 

Resumo:

A Osteopatia é a ciência que trata o sistema músculo esquelético, craniano, visceral, fascial e suas interrelações. O objetivo desse estudo foi verificar o efeito do tratamento osteopático craniano em indivíduos portadores Vertigem Posicional Paroxistica Benigna (VPPB). A VPPB é um tipo de vertigem periférica que se caracteriza pelo depósito dos debris de otocônias nos ductos e canais semicirculares que compõem o labirinto. O objetivo desse estudo foi investigar os efeitos das técnicas da osteopatia craniana na VPPB. Fizeram parte da pesquisa 20 indivíduos, do sexo feminino, todos portadores de Vertigem Posicional Paroxística Benigna, divididos em dois grupos, um grupo experimental e um grupo controle (placebo); para detecção da VPPB foi utilizado o teste de Dix-Hallpike antes e após as intervenções, esse teste consiste em colocar o avaliado em uma rápida mudança de posição da cabeça, se o indivíduo apresentar vertigem ou nistagmo o teste é dado como positivo para a VPPB. O protocolo de tratamento que foi utilizado no presente estudo contém as seguintes técnicas aplicadas sobre as estruturas relacionadas ao vestíbulo e aos ossos temporais: mobilização dos ossos temporais, tensionamento da tenda cerebelar e mobilização do globo ocular; no grupo de intervenção, 7 dos 10 indivíduos apresentaram teste de Dix-Hallpike negativo enquanto todos os indivíduos do grupo controle permaneceram apresentando o teste positivo; a osteopatia craniana, neste estudo, parece ter sido capaz de produzir efeitos sobre a atividade vestibular já que foi capaz de reduzir, de maneira significativa, os sintomas referentes à VPPB.

 

ACESSAR O ARTIGO