EFEITO DA MANIPULAÇÃO OSTEOPÁTICA NA VÉRTEBRA T6 UTILIZANDO A DOG TÉCNICA SOBRE A PRESSÃO INSPIRATÓRIA E EXPIRATÓRIA MÁXIMAS

Autor: RODRIGO SILVA ALVES

Orientador: Laís Cristina Almeida

Coorientadora: Krishna de Almeida e Silva

Ano: 2017

 

Resumo:

As técnicas osteopáticas são consideradas como um método sistemático de avaliação e tratamento das disfunções do sistema neuromusculoesquelético, com o objetivo principal de recuperar o movimento fisiológico em áreas onde há restrição de mobilidade e/ou disfunção, melhorando a função dos sistemas adjacentes. No entanto, existem poucos estudos publicados na literatura sobre o uso e a eficácia desse método na função respiratória. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da técnica de manipulação osteopática com thrust na vértebra T6 na pressão inspiratória máxima (PImáx) e na pressão expiratória máxima (PEmáx). Trinta voluntários, de 18 a 40 anos, de ambos os sexos, estudantes de fisioterapia da FAINOR – Faculdade Independente do Nordeste, foram incluídos na amostra aleatória. Os voluntários foram alocados em dois grupos: um experimental e outro controle, cada um com 15 sujeitos de ambos os sexos, selecionados aleatoriamente. A força inspiratória e expiratória foi avaliada antes e após a intervenção usando um manovacuômetro. No grupo experimental, após realização dos testes pulmonares, cada pessoa recebeu uma manobra de manipulação osteopática (thrust) na coluna torácica no nível T6, utilizando a Dog técnica e, em seguida, a manovacuometria foi realizada novamente. Os indivíduos do grupo controlem estavam apenas em posição de manipulação e repetiram a manovacuometria. Os resultados sugerem que o aumento da mobilidade após a manobra de thrust na coluna torácica afeta a função muscular. O tratamento aumentou as pressões expiratórias inspiratórias e máximas no grupo experimental.

 

ACESSAR O ARTIGO